Maricá: Após um mês do desaparecimento, família de morador de SG ainda busca respostas

Maricá: Há mais de um mês, família de São Gonçalo busca respostas sobre o desaparecimento de ente querido
Facebook
Twitter
WhatsApp

Há mais de um mês, a família de Leonardo da Silva Bastos, morador do Bairro Almerinda, em São Gonçalo, enfrenta uma angustiante busca por respostas após seu desaparecimento. Leonardo desapareceu em 6 de setembro, logo após sair do trabalho no Centro do Rio.

Sua esposa, Luana Laurente, de 37 anos, compartilhou seu desespero: “É difícil dormir ao lado do amor da minha vida em um dia e, no seguinte, acordar sozinha na cama.” Mesmo diante dessa dor, a família mantém a esperança de que Leonardo retornará. Luana destacou o apoio dos familiares e vizinhos durante esse período difícil.

Leonardo, que tem 41 anos e trabalha como reparador de manutenção na Petrobras, deixou o trabalho naquele dia e foi para um bar no Centro do Rio. Testemunhas relataram que ele bebeu dois chopes e permaneceu no local até por volta das 20h. A última vez que foi visto, embarcou em um ônibus da Zona Sul, mas não voltou para casa.

Antes de seu desaparecimento, Leonardo vinha sofrendo de dores de cabeça e esquecimentos de coisas do cotidiano. O motivo de seu desaparecimento ainda é um mistério. A esposa Luana afirmou: “Não conseguiremos descansar até descobrirmos o que aconteceu com Leonardo.”

A família já procurou em hospitais e institutos médicos legais em São Gonçalo, Niterói e no centro do Rio de Janeiro, mas não obteve informações. A Polícia Civil continua investigando o caso por meio da Delegacia de Descoberta de Paradeiros (DDPA).

Os familiares pedem que qualquer informação sobre o paradeiro de Leonardo da Silva Bastos seja comunicada pelos telefones (21) 98680-6701 e (21) 98756-1327.

Facebook
Twitter
WhatsApp

Leia Mais