Operação contra o Jogo do Bicho no RJ: Capitão Guimarães e ooutros 11 suspeitos detidos

Operação contra o Jogo do Bicho no RJ: Capitão Guimarães e ooutros 11 suspeitos detidos
Facebook
Twitter
WhatsApp

Uma operação conjunta envolvendo a Polícia Federal e o Ministério Público do Rio de Janeiro resultou na prisão de Aílton Guimarães Jorge, conhecido como Capitão Guimarães, uma figura proeminente no mundo do jogo do bicho no Rio. Além dele, outras 11 pessoas foram detidas, incluindo nove alvos de mandados de prisão e três em flagrante. Os nomes dos presos ainda não foram divulgados.

A operação, batizada de “Mahyah,” tem como objetivo desmantelar uma organização criminosa envolvida em homicídios, corrupção passiva e porte ilegal de armas de fogo. Esta organização é liderada por Capitão Guimarães e controla atividades de jogos de azar e bingos clandestinos em várias regiões, incluindo a Ilha do Governador, Niterói, São Gonçalo e partes do Espírito Santo.

Durante as prisões em flagrante, os policiais também apreenderam armas de fogo e uma quantia considerável de dinheiro. As investigações revelaram que a organização criminosa movimentou mais de R$ 10 milhões em apenas um mês.

Entre os presos, está Marcel Rios Werneck, genro de Capitão Guimarães, e cinco policiais, sendo dois civis e três militares. Marcel é apontado como o tesoureiro da organização criminosa, responsável por receber e contabilizar todo o dinheiro movimentado pelo grupo.

A Justiça também determinou o sequestro de veículos de luxo que, de acordo com a investigação, pertencem à quadrilha de Capitão Guimarães. A operação contou com o apoio da Corregedoria da Polícia Militar do Rio de Janeiro e do Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado (Gaeco/MPES).

O nome da operação, “Mahyah,” remete à origem da palavra “máfia,” derivada do termo árabe “mahyah,” que significa audácia. Esta ação é um desdobramento da Operação Sicários, deflagrada em dezembro do ano passado, e demonstra o compromisso das autoridades em combater o crime organizado e a corrupção envolvidos no jogo do bicho na região.

Facebook
Twitter
WhatsApp

Leia Mais