São Gonçalo Promove Conscientização sobre Hipertensão

São Gonçalo Promove Conscientização sobre Hipertensão
Facebook
Twitter
WhatsApp

No âmbito do Programa de Hipertensão e Diabetes (Hiperdia) da Secretaria de Saúde e Defesa Civil da Prefeitura de São Gonçalo, uma série de iniciativas educativas está sendo empreendida nas unidades de saúde. A campanha “Menos Pressão 2024” inicia nesta sexta-feira (26) – data consagrada ao Dia Nacional de Prevenção e Combate à Hipertensão Arterial – e se estende até o dia 17 de maio, quando se celebra o Dia Mundial da Hipertensão Arterial. O propósito fundamental consiste em instruir os pacientes acerca da relevância de manter a pressão arterial sob controle por meio de hábitos saudáveis.

A data de prevenção assume uma dimensão de alerta quanto aos riscos associados à hipertensão arterial, conhecida popularmente como pressão alta, caso não seja devidamente tratada. O intuito das atividades realizadas nas unidades de saúde é sensibilizar a população para a necessidade de conhecer, prevenir e tratar a hipertensão, uma condição que afeta sobretudo a população adulta e que pode acarretar danos irreversíveis à saúde.

“O programa visa à promoção, prevenção e reabilitação, incentivando também o autocuidado dos pacientes, o que contribui para evitar hospitalizações e complicações. Durante essas ações, estaremos fornecendo orientações para todos os pacientes atendidos nas unidades de saúde. As doenças cardiovasculares podem ser prevenidas mediante uma conscientização mais ampla sobre a importância de adotar hábitos de vida saudáveis, tais como cessar o tabagismo, reduzir o consumo de sal, seguir uma dieta rica em frutas e vegetais, praticar atividade física regularmente, gerenciar o estresse, realizar exames médicos periódicos e aderir ao tratamento”, esclareceu Mara Cortazio, coordenadora do Programa de Hipertensão e Diabetes da Secretaria.

A predisposição genética, o estilo de vida sedentário, o estresse, a ansiedade e o consumo excessivo de sal (rico em sódio) estão entre os principais fatores que podem desencadear a hipertensão arterial. Esta condição crônica se caracteriza pelo aumento dos níveis de pressão sanguínea nas artérias, demandando um esforço adicional do coração para bombear o sangue pelo corpo.

“Indivíduos com mais de 20 anos devem monitorar sua pressão arterial pelo menos uma vez ao ano, enquanto aqueles com histórico familiar de hipertensão devem fazê-lo pelo menos duas vezes ao ano. Para aqueles sob tratamento médico com medicamentos, a medição da pressão deve ser realizada regularmente. Todos os nossos serviços de saúde disponibilizam esse serviço diariamente”, orientou o secretário de Saúde de São Gonçalo, Dr. Gleison Rocha.

Hipertensão – Nem todos os hipertensos apresentam sintomas de pressão alta. Por conseguinte, ela é uma condição silenciosa e perigosa. Os sintomas podem se manifestar apenas quando a pressão atinge níveis muito elevados, embora essa não seja uma regra absoluta. Entre os sintomas mais comuns, incluem-se dores no peito, dores de cabeça, tonturas, zumbido nos ouvidos, fraqueza, visão embaçada e sangramento nasal. A ausência de tratamento para a hipertensão pode aumentar o risco de infarto, acidente vascular cerebral, insuficiência cardíaca, doença renal crônica e problemas de visão que podem culminar em cegueira, podendo até mesmo levar à morte em casos mais graves.

Facebook
Twitter
WhatsApp

Leia Mais