Wantuir Oliveira fala sobre seu retorno à Porto da Pedra: Uma escola mais madura

Wantuir Oliveira fala sobre seu retorno à Porto da Pedra: Uma escola mais madura
Facebook
Twitter
WhatsApp

Em uma emocionante entrevista concedida ao site CARNAVALESCO, Wantuir Oliveira, o consagrado intérprete de samba, compartilhou sua alegria ao anunciar seu retorno à Unidos do Porto da Pedra, a escola que o lançou para o estrelato em 1996. Após 25 anos, o icônico grito de guerra “Diretamente de São Gonçalo” ecoará novamente na Vermelha e Branca. Em 2024, Wantuir e a escola têm a honra de abrir os desfiles do Grupo Especial com o enredo “Lunário Perpétuo: A profecia do saber popular”, desenvolvido pelo carnavalesco Mauro Quintaes.

Desde sua última atuação como intérprete principal da escola, em 1998, até o ano de 2023, tanto a Porto da Pedra quanto Wantuir passaram por inúmeras transformações e desafios no cenário do Carnaval carioca. Após uma década na Série Ouro, a Vermelha e Branca conquista um sonhado retorno ao Grupo Especial. Wantuir destaca que a escola amadureceu significativamente ao longo desse período.

“A beleza da Porto da Pedra permanece a mesma, mas a escola agora está mais madura, consciente de seu potencial e até onde pode chegar. Respeitando todas as demais agremiações, a Porto da Pedra está determinada a conquistar seu espaço e lutará incansavelmente por isso. Estaremos juntos nessa jornada”, ressalta o cantor.

Nos últimos anos, o desempenho do carro de som tornou-se um fator crucial na avaliação dos desfiles, especialmente no quesito Harmonia. Wantuir Oliveira, um intérprete experiente da Unidos do Porto da Pedra, reconhece os novos desafios enfrentados pelos cantores de samba-enredo e a importância de se adaptar a essas mudanças.

“O processo de julgamento evoluiu consideravelmente, e agora precisamos ser mais cuidadosos e conscientes. O mundo está passando por transformações, e é nosso dever nos ajustarmos para evitar penalidades e contribuir para a Porto da Pedra permanecer no Grupo Especial”, destaca o cantor.

Embora sua filha, Wic Tavares, não esteja presente no carro de som da Porto da Pedra, Wantuir afirma que não enxerga preconceito contra cantoras mulheres no Carnaval. Ele acredita que o mundo do samba está acompanhando as mudanças que ocorrem na sociedade.

“Não acredito que haja preconceito. As coisas estão mudando em todas as escolas de samba, com um número crescente de cantoras mulheres. Como presidente da Associação de Cantores do Carnaval do Rio, posso dizer que temos cerca de 30 cantoras mulheres em nosso grupo. O mundo e o samba estão se adaptando, e elas são extremamente competentes”, enfatiza Wantuir.

Em 2024, a Unidos do Porto da Pedra terá a honra de abrir os desfiles do Grupo Especial no domingo de Carnaval, com o enredo “Lunário Perpétuo: A profecia do saber popular”, sob a direção do talentoso carnavalesco Mauro Quintaes. O retorno de Wantuir e a expectativa de um desfile memorável marcarão um capítulo especial na história da escola e do Carnaval carioca como um todo.

Facebook
Twitter
WhatsApp

Leia Mais