São Gonçalo: Revitalização da praça do Colubandê levanta questionamentos e expectativas

São Gonçalo transforma a Praça do Colubandê em espaço moderno e sustentável
Facebook
Twitter
WhatsApp

Na quarta-feira (28), São Gonçalo deu início a um projeto ousado de revitalização na Praça do Colubandê. Enquanto a iniciativa promete melhorias substanciais, algumas questões vêm à tona, levantando o véu sobre os detalhes do processo.

A demolição de estruturas e a remoção de palmeiras, conduzidas pela Secretaria Municipal de Transportes e Departamento de Parques e Jardins, indicam uma transformação profunda. No entanto, a falta de divulgação detalhada sobre o destino das palmeiras durante a intervenção gera incertezas.

O projeto, colaboração entre as Secretarias de Transportes e Gestão Integrada e Projetos Especiais, destaca a criação de um playground, academia para idosos, ParCão e outras amenidades. Contudo, a ausência de informações específicas sobre a implementação e fiscalização do ParCão levanta dúvidas sobre sua efetividade.

O modelo adotado, semelhante ao da Praça Chico Mendes, apresenta desafios e oportunidades. A comunidade, apesar de ansiosa por melhorias, está cética sobre o prazo de 180 dias para a conclusão das intervenções.

O prefeito Capitão Nelson, presente no início das obras, ressalta a busca por um ambiente mais seguro e de qualidade para os gonçalenses. Contudo, a falta de transparência em relação aos detalhes específicos do projeto alimenta a especulação.

Os moradores, enquanto esperam ansiosos por uma praça renovada, expressam preocupações sobre o impacto das mudanças no trânsito e acessibilidade durante o período de construção.

Além disso, a realocação das pessoas em situação de rua levanta perguntas sobre a eficácia dos serviços oferecidos, como o Centro de Referência Especializado para População em Situação de Rua (Centro Pop) e o Centro de Acolhimento Social Gonçalense (CASG).

O projeto, embora promissor, carece de uma abordagem mais transparente e detalhada para conquistar a confiança da comunidade e garantir a efetividade das mudanças propostas.

Facebook
Twitter
WhatsApp

Leia Mais