Sargento da PM preso por suposto envolvimento em quadrilha de sequestro em SG

Sargento da PM Preso por Integrar Quadrilha de Sequestro em SG um sargento da PM, lotado no 7º BPM, foi detido nesta quinta-feira (23) sob a acusação de integrar uma quadrilha especializada em sequestros nos municípios de São Gonçalo, Itaboraí e Maricá. A operação foi conduzida por policiais civis da 74ª DP (Alcântara). Além do suspeito de 40 anos, preso pela Corregedoria da Polícia Militar em São Gonçalo, um outro acusado da mesma idade foi detido em Maricá. Um terceiro suspeito permanece foragido. Um integrante do grupo criminoso já havia sido preso em junho deste ano, em Japeri, pela 72ª DP (Mutuá), sendo apontado como líder e detido por extorsão mediante sequestro. A investigação que levou às prisões teve início quando a filha de um empresário foi sequestrada por quatro homens armados ao chegar de carro em sua residência, em São Gonçalo, no mês de junho passado. Os criminosos exigiram aproximadamente R$ 50 mil para liberar a vítima. A PMERJ comunicou à imprensa que está colaborando com os procedimentos processuais necessários, cumprindo os mandados relacionados à ação desta quinta-feira (23)
Facebook
Twitter
WhatsApp

Nesta quinta-feira (23), um sargento da PM, lotado no 7º BPM, foi detido sob a suspeita de integrar uma quadrilha especializada em sequestros nos municípios de São Gonçalo, Itaboraí e Maricá. a operação foi conduzida por policiais civis da 74ª DP (Alcântara).

O suspeito de 40 anos foi preso pela Corregedoria da Polícia Militar em São Gonçalo, enquanto outro acusado da mesma idade foi detido em Maricá. um terceiro suspeito permanece foragido. em junho deste ano, um membro do grupo criminoso, apontado como líder, foi preso em Japeri pela 72ª DP (Mutuá), sob a acusação de extorsão mediante sequestro.

A investigação teve início quando a filha de um empresário foi sequestrada por quatro homens armados ao chegar de carro em sua residência, em São Gonçalo, no mês de junho passado. os criminosos exigiram cerca de R$ 50 mil para libertar a vítima.

A PMERJ, em nota à imprensa, afirmou colaborar com os trâmites processuais necessários e está cumprindo os mandados relacionados à ação desta quinta-feira (23).

Facebook
Twitter
WhatsApp

Leia Mais