Prisão de Evelin Baladan: DH de Niterói atua em operação contra o tráfico

DH de Niterói captura mulher ligada a 'Chefão' do tráfico em São Gonçalo
Facebook
Twitter
WhatsApp

No último domingo (3), a Polícia Civil do Pará, com o apoio da Polícia Civil do Rio de Janeiro, efetuou a prisão de Evelin da Rosa Baladan, identificada como esposa de um dos líderes do tráfico no Pará. A investigação revelou que ela residia no Complexo da Penha, na Zona Norte do Rio, com apoio de criminosos locais.

Evelin, que estava na cidade desde o início de 2021, foi detida ao sair de um quiosque na praia da Reserva, Zona Oeste do Rio, após participar de uma festa. A ação, parte da operação ‘Acerto de Contas’, contou com a participação da DHC, DHNSG, DRE, DRACO e SSINTE, resultando na prisão de 18 pessoas por envolvimento em organização criminosa, tráfico de drogas e lavagem de dinheiro. Na fase inicial, houve também o bloqueio de mais de R$ 6 milhões nas contas dos investigados.

Conforme as investigações, Evelin desempenhava um papel significativo na lavagem de dinheiro para a organização criminosa. Ela é esposa de Anderson Souza Santos, conhecido como Latrol, um dos membros da cúpula de uma facção que atua no Pará e busca refúgio em favelas cariocas. Latrol era também um dos principais parceiros de Léo 41, falecido em março durante uma operação no Complexo do Salgueiro, em São Gonçalo. Léo 41, foragido de seu estado natal, era acusado de liderar a maior facção criminosa do Rio no Pará.

No Rio de Janeiro, Léo 41 foi o primeiro criminoso paraense a assumir o controle do tráfico em uma favela do estado, operando em Porto das Caixas e Visconde, em Itaboraí, cidade vizinha a São Gonçalo. O Disque-Denúncia chegou a emitir um cartaz solicitando informações sobre Léo 41, Latrol e Borracha, este último também acusado de envolvimento na facção.

Facebook
Twitter
WhatsApp

Leia Mais